VEREADORES DA CIDADE DE BOITUVA CASSAM PREFEITO POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

22/02/2019

Por Marcelo Neves

Prefeito de Boituva tem mandato cassado pelos vereadores por improbidade administrativa

Fernando Lopes da Silva (PSDB) foi denunciado por irregularidades no serviço de coleta de lixo. Logo após a decisão, a vice-prefeita Maria Nazaré da Guia Azevedo (PRB) assumiu o cargo.

O prefeito de Boituva (SP) Fernando Lopes da Silva (PSDB) teve o mandato cassado pelos vereadores durante a sessão da noite desta terça-feira (19). O político é suspeito de cometer irregularidades na contratação da empresa que faz o serviço de limpeza na cidade.

PREFEITO CASSADO

Publicidade. Continua após anúncio

Faça o curso preparatório do CEADEH para os concursos da EDUCAÇÃO de OSASCO e ITAPEVI

Clique aqui no link: https://ceadeh.webnode.com/curso-preparatorio-para-concursos-de-professor-pdi-e-peb-1-diretor-de-escola-em-osasco/

Uma Comissão Processante investigou o caso e o relatório final foi lido e votado em uma sessão dividida em dois dias.

Os vereadores votaram as cinco infrações político-administrativas apontadas no relatório e que poderiam resultar na cassação do prefeito por improbidade administrativa.

A comissão entendeu que isso teria causado prejuízo aos cofres públicos por causa da dispensa indevida de licitação, do direcionamento para contratação da empresa, da quebra de ordem cronológica de pagamentos, falta de fiscalização contratual e descumprimento de regras financeiras.

Durante a primeira etapa, os vereadores votaram a possível irregularidade na dispensa da licitação. Oito votaram a favor da cassação e cinco contra. Somente a denúncia da suposta infração foi arquivada.

Ao fim das discussões, por nove votos contra quatro, Fernando foi cassado pela Câmara de Vereadores.

Votaram a favor da cassação os vereadores Francisco Martins (Podemos), Hernando Mauro de Aquino (PV), Joelmir Pereira, (PPS), Nelson Maciel de Góes (DEM), Pedro Teodoro Filho (PROS), Tiago Castro (PV), Val Marcusso (PRP), Rodrigo Calzzetta (PC do B) e Ércio Pinto (PP).

Publicidade. Continua após anúncio

Foram contra a cassação os vereadores Adilson Aparecido Leite (PTB), Cida do Orley (REDE), Haroldo Barbosa (PSDB) e Sidnei Bom (PSD).

Logo após a decisão, a então vice-prefeita Maria Nazaré da Guia Azevedo (PRB) foi informada e convocada para um ato de compromisso e posse em uma sessão extraordinária. Maria Nazaré assinou os documentos de posse, agradeceu, se emocionou, pediu apoio dos vereadores na gestão, disse que vai governar de maneira transparente e com a ajuda da população.

PREFEITA IMPOSSADA

Atraso na sessão

A sessão marcada para 18h desta terça-feira demorou cerca de uma hora e meia para começar, devido ao requerimento protocolado na Câmara questionando a participação do vereador José Carlos de Araújo Silva, por ele ser pai de Carlos Rodolfo de Araújo Cruz, chefe de

Publicidade

Quer fazer bons negócios?