DEIC PRENDE TRIO ENVOLVIDO EM LATROCÍNIO DE EMPRESÁRIO QUE NEGOCIAVA UM JET SKI PELA OLX

09/12/2018

Por Marcelo Neves

Os criminosos utilizavam sites de vendas para atrair pessoas em busca de um bom negócio para depois roubá-las.

Na noite de terça-feira (04/12), policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Roubos e Latrocínios (Deic) prenderam três homens suspeitos do latrocínio que vitimou um empresário em novembro, no Jardim Nazaré, na capital. A vítima acabou executada quando pretendia comprar uma moto aquática (Jet Ski) oferecida pelos golpistas. Ele estava negociando por um valor muito a baixo do valor de tabela, ele pretendia comprar o jet ski para passar o feriado no litoral com a esposa e seus dois filhos, ele foi até o encontro em um local determinado pelos golpistas, na negociação, ele percebeu que iria cair em um golpe e tentou ir embora, um dos criminosos o alvejou com um tiro no peito e ele não resistiu vindo a óbito.

A equipe da Especializada passou a apurar as atividades do trio no site de classificados digitais, marcando um encontro com os suspeitos para negociarem a mesma moto. Toda a negociação foi realizada por aplicativo de mensagens.

Os policiais deslocaram-se até o endereço combinado, na Rua Fabiano de Freitas, e realizaram antecipadamente o levantamento do local.

A ação contou com o apoio do Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra) e de um dos helicópteros do Serviço Aerotático (SAT), o que possibilitou a ação imediata dos policiais ao encontrarem o trio. Foi apreendido um revólver calibre 38.

Para o Delegado de Polícia responsável pelas investigações, Rogério Barbosa, as prisões devem ajudar a esclarecer diversos ataques praticados com a estratégia do anúncio classificado digital. Um dos membros do grupo criminoso continua solto. "Dois já foram reconhecidos em dois outros roubos.", disse Barbosa.

Os três, que negaram o latrocínio, foram autuados em flagrante por associação criminosa e porte de arma de fogo.

Informações e foto: Policia Civil do Estado de São Paulo

Clique na imagem e acesse o site do CEADEH.